Por Flávia Bacelar
Todo conteúdo aqui exposto é de responsabilidade do próprio colunista.

Leia também:


Pacha Teresina: O divisor de águas

13/09/2013 | Comentários:(0)

A primeira Pacha nasceu da ideia do catalão Ricardo Urgell em fazer um lugar diferente do que já havia. Com isso, nas décadas de 70 e 80, a Pacha se transformou em ponto de encontro de ricos e famosos. Mas foi quando a casa mudou-se para a ilha de Ibiza que o club se tornou um dos mais conhecidos do planeta, conservando intacta sua liderança no meio, com os melhores line-ups artísticos, as festas mais comentadas e os habitues mais famosos. É o único club do mundo que tem David Guetta como residente.



Hoje, é a maior rede de casas noturnas do mundo, com mais de 20 clubs espalhados pelos 5 continentes. Possui, também, uma label party consagradíssima, levando ao público uma noite dentro de uma verdadeira Pacha. E é desta que vamos falar na matéria.

Uma breve explanação sobre a cena eletrônica local atual

Atualmente, o mercado da música eletrônica em Teresina é caracterizado, ainda, por ser pequeno e muito prostituído por muitos integrantes do mesmo, porém, junto com o mundo, nos últimos 2 anos, tivemos uma acelerada crescente que, até os dias de hoje, só tem tomado maior força com a vinda de muitas casas, investimento em artistas maiores do estilo e uma melhor safra de profissionais do ramo.



Dentro dessa real ascensão, a música eletrônica de Teresina se encontra em um momento decisivo que pode definir a sua futura posição dentro do mercado. A franquia Pacha Ibiza White Party pousa, pela primeira vez, na nossa cidade, trazendo todo seu conceito, toda sua energia, toda sua história e um time de atrações que há muito tempo nossa cidade não vê. Uma super estrutura, de forma inédita pro estilo, deve ser montada pra trazer um pouco para Teresina, de todo o sonho que é fazer parte de uma noite na Pacha Ibiza.

"E você? Está realmente preparado pra Pacha?"


SE CURTIU, CURTA ABAIXO! (:

Envie pelo Twitter
 
Comente pelo Facebook
 


Flávia Bacelar Flávia Bacelar é:
Comentários totais (0) Comentar